Johannes Brahms (1833-1897): Sonatas para Violino e Piano

IM-PER-DÍ-VEL !!!!

Todos vocês desconfiam que meu compositor preferido seja meu pai Johann Sebastian Bach, não? E todos mais ou menos sabem que eu desprezo Dvorak, Rachmaninov, Debussy e até Wagner. Mas não sabem que meus três prediletos começam com a letra B: Bach, Beethoven, Brahms e Bartók. Johannes Brahms, claro! Sei que tal fato apenas tem importância dentro das paredes de meu cérebro e que estas impressões de ouvinte cinquentenário não devem ser vendidas como verdades ou garantia de qualidade, mas Brahms é o máximo!

É claro que tenho dezenas de gravações deste série de sonatas, mas não ouvi ainda nada melhor do que dupla Dumay-Pires e a formada por Mutter-Orkis. Certamente, esta é uma das mais belas gravações das sonatas de Brahms para violino e piano disponíveis e uma de minhas first choices.

Há que rebolar muito para espremer mais beleza destas obras de melancolia, paixão, intimidade e delicadeza.

Brahms: Sonatas para Violino e Piano

Sonata For Violin And Piano No.1 In G, Op.78
1. 1. Vivace ma non troppo
2. 2. Adagio
3. 3. Allegro molto moderato

Sonata For Violin And Piano No.2 In A, Op.100
4. 1. Allegro amabile
5. 2. Andante tranquillo – Vivace – Andante – Vivace di più – Andante vivace
6. 3. Allegretto grazioso (Quasi andante)

Sonata For Violin And Piano No 3 In D Minor, Op.108
7. 1. Allegro
8. 2. Adagio
9. 3. Un poco presto e con sentimento
10. 4. Presto agitato

Augustin Dumay, violino
Maria João Pires, piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP

11 comments / Add your comment below

  1. Aliás, dizem a boca pequena que Wagner sofria de incurável dor de cotovelo pois a crítica e o público elegeram Brahms como legítimo sucessor de Beethoven o que sem dúvida era merecidamente uma honra. Amo toda a obra de Brahms; suas sonatas para viola também são maravilhosas.
    Saúde e Música.

  2. PS: Desculpem, apenas acrescento que a dupla Dumay/Pires já mostrou seu talento inestimável nas sonatas para violino e piano de Beethoven. Vale conferir.

  3. Já estou baixando, que abundância cultural é este blog, a propósito PQP, o grande Shostakovic está em que lugar no seu ranking cerebral?

  4. Aê PQP,

    valeu por indicar o link do blog na lista de links do PQPbach.
    blog tá engatinhando ainda mas aos poucos vai melhorando.

    até.

    Bachianist.

  5. Eu já disse tanto sobre Brahms na vida, mas hoje estou sem tempo… Então, basta que diga que para mim ele é o maior,o número 1, aquele que mais está dentro de mim. Brahms acima de tudo!

  6. Curioso, PQP. Gosto de todos esses que você detesta (com alguma mínima reserva para Rach e Elgar) e odeio Brahms incuravelmente (junto com Schumann, quase tudo de Chopin e o Schubert camerístico/orquestral).

    Mas Bach consegue unânime – se houver alguém que não goste de Bach, é um ser desprovido de alma.

  7. PQP, ouvi essas sonatas pela primeira há alguns anos atrás. Mais especificamente, no dia 2 de junho de 2007, através deste mesmo blog! Talvez, essas sonatas são as peças que escuto com mais frequencia, sou completamente apaixonado por elas. Engraçado que quando penso nelas, tenho o sentimento de que as conheço desde que nasci, mas tudo começou nesse blog… Digo sem medo que o PQP Bach (o blog, fique bem claro haha) já faz parte de minha vida!

  8. PQP, parabéns pela iniciativa genial do Blog!
    Tenho acessado diariamente o Blog, não há fonte de cultura mais rica. Toco violão há 15 anos e sou iniciante no violino, essas Sonatas de Brahms estão no meu acervo graças ao blog.
    Gratíssimo
    Dydimo
    (ps.: permita-me postar um link do Pqpbach no meu blog)

Deixe uma resposta