Erik Satie (1866-1925): Orchestral Works [link atualizado 2017]

A primeira vez que ouvi falar em Erik Satie foi num livro sobre a história da música, no qual o autor criticava duramente o grande figurão da música francesa da primeira metade do século XX, afirmando que não se podia levá-lo a sério como compositor. Até então, eu só o conhecia como um compositor excêntrico das obras mais monótonas e com títulos mais esquisitos, mas jamais tinha ouvido alguma obra sua. Algum tempo depois pude apreciar as Gnosianas e outras pequenas peças para piano e pude ter um gostinho do estilo de Satie.
Puxa, nunca ouvi tanto a música do mestre do grupo dos Seis, como nesses últimos meses e posso afirmar categoricamente que descordo por completo do autor do livro, que nem lembro mais qual era. Uma música simples, satírica, com bastante humor e inventividade. Suas obras orquestrais, em especial, são bem empolgantes e com ritmos muito contagiantes baseados no ragtime. Uma das mentes mais excêntricas e brilhantes do século XX.
E pra realizar o desejo de algumas almas pedintes, trago-lhes o balé Parade, que é simplesmente a obra mais ouvida, por mim, nesses últimos meses, com a frequência absurda de pelo menos duas ou três vezes todos os dias.

.oOo.

Erik Satie: Orchestral Works

Parade
1. Choral: Prélude Du Rideau Rouge Prestidigitateur Chinois
2. Petite Fille Américaine
3. Acrobates/Finale Suite Au Prélude Du Rideau Rouge

Trois Gymnopédies
4. Gymnopédie No. 1, orchestration by Debussy
5. Gymnopédie No. 2, orchestration by Roland-Manuel
6. Gymnopédie No. 3, orchestration by Debussy

Mercure
7. No. 1, “Marche Ouverture”
8. Act I, No. 2, “La Nuit”
9. Act I, No. 3, “Danse de tendresse”
10. Act I, No. 4, “Signes du Zodiaque”
11. Act I, No. 5, “Entree de Mercure”
12. Act II, No. 6, “Danses des Graces”
13. Act II, No. 7, “Bain des Graces”
14. Act II, No. 8, “Fuite de Mercure”
15. Act II, No. 9, “Colere de Cerbere”
16. Act III, No. 10, “Polka des Lettres”
17. Act III, No. 11, “Nouvelle Danse”
18. Act III, No. 12, “Le Chaos”
19. Act III, No. 13, “Rapt de Proserpine”

Relâche
Part 1
20. Ouverturette
21. Projectionette
22. Rideau – Entrée De La Femme
23. Musique
24. Entrée De l’Homme
25. Danse Da La Prte Tournante
26. Entrée Des Hommes
27. Danse Des Hommes
28. Danse De La Femme
29. Petite Danse Finale
Part 2
30. Musique De Rentrée
31. Rentrée Des Hommes
32. Rentrée De La Femme
33. Les Hommes Se Dévêtissent, La Femme Serhabille
34. Danse De l’Homme Et De La Femme
35. Les Hommes Regagnent Leur Place Et Retrouvent Leur Parddessus
36. Danse De La Brouette
37. Danse De La Couronne
38. Le Danseur Dépose La Couronne Sur La Tête d’une Spectatrice
39. La Femme Rehoint Son Fauteuil
40. Petite Danse Finale (Shanson Mimée): La Queue De Chien

Orchestre Symphonique Et Lyrique de Nancy
Jérôme Kaltenbach

BAIXE AQUI / DOWNLOAD HERE

Strava
Repostado por Bisnaga

7 comments / Add your comment below

  1. Pô, Strava, bacana o post! Também gosto de Satie, e tive um “momento Satíerico” (rá!) mais pro começo desse ano, com as obras pra piano dele.

  2. Satie influenciou e influencia muitos compositores, principalmente dessa nova geração contemporânea. Escutei o álbum Brassil dos compositores da Paraíba e pude perceber me algumas faixas muitas características da música de Satie.
    A propósito, tenho escutado e apreciado bastante suas obras postadas aqui no Blog.
    Muito obrigado por seu comentário!
    Abraço!

  3. Olá Fausto!
    Esse Balé “Parade” é executado sem pausas, ou seja, as músicas são emendadas, apesar de estar dividido em 3 faixas, portanto quando convertidos para mp3, são acrescentados automaticamente uns segundinhos de pausa, por isso é que fica esse corte estranho. Mas está normal. Se quiser, pode usar um editor de mp3 e eliminar essas pausas.
    Obrigado pelo comentário!

  4. Sorry, Don’t know Portuguese

    Thanks for this wonderful performance, but the quality of files is less wonderful. There are some irritating interruption, and the files are not correctly played.

  5. O blog dos senhores tem sido excelente fonte de pesquisa. Desejo vida longa! Estou considerando comprar as sinfonias do Dvorak e Bruckner, e o seu site está me servindo bem para considerar e comparar diferentes integrais.

    Sugiro veementemente preencher terrível lacuna: uma integral de piano do Satie. Como músico e estudante de piano, considero Satie obrigatório!
    Eu tenho em CD uma versão em 10 discos com o Bojan Gorisek, esta:
    http://www.bojangorisek.com/disco11.php
    que surgiu como uma série de 6 cds, que tiveram edições nacionais pela MoviePlay/Audiophile Classics, depois vieram mais 4 que extrapolam o piano para incluir canções, duos piano/violino, e obras do final da vida. Estes últimos 4 CDs parece que não saíram no Brasil.
    Esta edição é excelente e altamente recomendada. Podia ser postada aqui. Nunca vi nenhum box de Satie com mais que 10 CDs.
    Outra edição que tenho, mas esta é só piano, é a obscuríssima série de 5 CDs da pianista brasileira Cordélia Cannabrava Arruda, uma especialista em Satie, cuja interpretação é mais romântica que a muitas vezes seca do Bojan Gorisek. Estes CDs me custaram a irrisória soma de 50 reais através do site oficial, com frete grátis. Veja: http://www.novasociedade.com.br/cordelia/cordelia.html

    A edição “complete piano works” do Bojan é mais “completa” que a “complete piano works” da Cordélia, não só pelo óbvio fato de ter mais CDs, mas porque inclui várias obras menos famosas e tocadas.

    Saudações,

    E.T.C.Bach
    (nome verdadeiro: Hugo Esbravinsky; ou melhor: Reitor Vira-Lobos; na verdade, Kal-Off)

  6. Caro ETC Bach, eu tenho a coleção de 10 cds com o Gorisek… sempre tive muita vontade de postar, mas por um motivo e outro ainda não o fiz. Vou pensar nela com mais carinho do que antes.
    Obrigado pelo comentário!

Deixe uma resposta