Krzysztof Penderecki (1933) / Béla Bartók (1881-1945): Metamorphosen, Konzert für Violine und Orchester Nr. 2 / Sonata No.2 for violin & piano, Sz.76

O pior que pode acontecer com uma obra talvez seja a de não chamar a atenção. Estava trabalhando enquanto “ouvia” as Metamorphosen de Penderecki. Elas não me chamaram a atenção. Passei por ela como se estivesse apreciando alguma coisa new age. Porém o mesmo não aconteceu com a Sonata Nº 2 de Bartók, um dos três de meus compositores preferidos ao lado de Bach, Beethoven e Brahms. A Sonata é extraordinária e recebeu belo tratamento de Mutter e Orkis. Mas há um problema: como caçei este CD por aí, ele veio sem separação de faixas. É um arquivão estilo tijolo, sem separação de coisa nenhuma.

Mas vale pelo Bartók. E como!

Krzysztof Penderecki (1933):
1. Metamorphosen, Konzert für Violine und Orchester Nr. 2 – 1. Allegro ma non troppo
2. Metamorphosen, Konzert für Violine und Orchester Nr. 2 – 2. Allegretto
3. Metamorphosen, Konzert für Violine und Orchester Nr. 2 – 3. Molto
4. Metamorphosen, Konzert für Violine und Orchester Nr. 2 – 4. Vivace
5. Metamorphosen, Konzert für Violine und Orchester Nr. 2 – 5. Scherzando
6. Metamorphosen, Konzert für Violine und Orchester Nr. 2 – 6. Andante con moto

Anne-Sophie Mutter, violino
London Symphony Orchestra
Krzysztof Penderecki

Béla Bartók (1881-1945):
7. Sonata No.2 for violin & piano, Sz.76 – 1. Molto moderato
8. Sonata No.2 for violin & piano, Sz.76 – 2. Allegretto

Anne-Sophie Mutter, violino
Lambert Orkis, piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP

1 comment / Add your comment below

  1. Ouvi o começo do Bartok e gostei muito. Tenho outra gravação da mesma sonata com Isaac Stern e Alexander Zakin. Comparei um pedaço das duas e fiquei em dúvida qual é melhor. O Stern também sabe ser muito expressivo.
    Se alguém se interessar, posso publicar no rapidshare.
    Uma pergunta ao PQP: como vou saber se alguém respondeu este meu comentário, se não existe mais aquele campo para dizer que quer ser avisado quando alguém responde?

Deixe uma resposta