Erik Satie: Furniture Music

E eis que este insolente cão irrompe numa madrugada de terça-feira para meter-se numa seara para si desconhecida, onde nada sabe. Ainda mais, fica no quintal de CDF Bach – e mexe com uma paixão de Clara Schumann. Mas, como se sabe, no PQP postamos o que estamos ouvindo, e como eu estava ouvindo, ora, vim postar. Desde já vou deixando o espaço em aberto, para que o próprio CDF, ou Clara, o adicionem com mais pertinência, ou ao efeito de links e novidades vindos dos comentários.

O fato é que não apenas o jazz me interessa; me interessam muitas outras coisas mais, e no terreno da música, uma delas é o ambient. E em pesquisas fui descobrir que bem antes de Brian Eno criar o “Music for Airports” em 1978, quem primeiro concebeu a idéia de uma música feita para lugares, ao invés de pessoas, foi Erik Satie.

Isso em 1920.

Satie, nome nada estranho aos freqüentadores deste blog com certeza, criou a furniture music. A música do local e dos objetos que nos cercam. De curta duração e produção, resumiu-se a cinco peças – que vem a diferenciar-se, conceitualmente, do ambient atual pelo fato de que não apresentam variação. Ou seja, são curtos temas clássicos, repetidos muitas e muitas vezes, destinados primariamente a ser pano de fundo dos intervalos no teatro francês. Apesar da intenção, um entr’act de Satie não foi bem sucedido:

Allegedly, the public did not obey Satie’s intention: they kept silently in their places and listened, trained by a habit of incidental music, much to the frustration of the avant-garde musicians, who tried to save their idea by inciting the public to get up, talk, and walk around. wikipedia

No pacote lincado logo abaixo, estão três gravações das peças da furniture music, encontradas nesta página. Além delas, há também anexada a única – que eu saiba – referência direta a este trabalho: a peça Furniture Music Etcetera, uma variação livre (de quase 21 minutos) composta por John Cage, em 1980, para Curtain of a Voting Booth.

Nestas faixas ouço uma concretude que se descortina genial pela proposta, e pelo efeito que consegue.

Se eu estiver muito maluco, me mandem vacinar.

download aqui – 26MB
Furniture Music, Part 1: Curtain of a Voting Booth 5’56
Furniture Music, Part 2: Tapestry of Wrought Iron: for the arrival of the guests – grand reception – to be played in an entrance hall 3’00
Furniture Music, Part 3: Phonic Tiles – may be performed at a luncheon 2’25
Ars Nova Ensemble
Marius Constant: director
Michel Dalberto: piano
Pierre Thibaudm Bernard Jeannoutot: trumpets
Erato Records 4700W

Furniture Music Etcetera 20’43
Steffen Scheleiemacher: piano
John Cage: Complete Piano Music Vol. 10
diz um reviewer da amazon: “This work is barely more than a sketch for realisation by the performer: it consists of instructions on when to play fragments of Satie and when to play fragments of Cage. Schleiermacher’s reconstruction, thus, is necessarily speculative, but it entertains for its 20 minute duration.”

Boa audição!
Blue Dog

12 comments / Add your comment below

  1. Jean-Yves Thibaudet vem se tornando um dos grandes intérpretes da música ”impressionista” e tem grandes albuns com Debussy e Ravel(completos para piano) além de um cd fantástico da música de Satie ”The Magic of Satie”. Não por coincidência Thibaudet gravou também albuns com a música de Duke Ellington e Thelonius Monk mostrando a proximidade da música impressionista e toda a sua influência na música do Sec XX ,do Jazz até Jobim.

  2. Meu caro cão azul,´
    Concordo c a sua resenha da musique de ameublement!
    Dexter Gordon – o meu Dex! – dizia a o jazz tinha provindo de compositores cmo Debussy, Ravel e …Satie!

    A música avant-guarde -relembro q Satie engendrou uma música para uma peça de Cocteau – “Parade” -, com figurinos de Picasso (grande amigo do compositor), baseada em ruídos de máquinas de escrever – John Cage avant la lettre, meu caro!

    Carinhosos Aufs,Aufs para si da
    Clara Schumann

  3. Vocês sabem, há mais coisas entre Satie e Cage do que sonha nossa vã filosofia. Os dois têm em comum “apenas” o piano preparado. Satie foi o primeiro a colocar uma folha de papel sobre as cordas do piano, muito antes da parafernária preparada por Cage para o instrumento.

    A peça tocada por Scheleiemacher são variações — à maneira de Cage, claro — sobre a primeira peça apresenta pela Ars Nova Ensemble (Curtain of a Voting Booth). O que achei curioso é que a reconstrução-instrução de Cage é muito mais Satie do que a interpretação orquestral da Ars Nova. E não apenas pelo som do piano, mas pelo respeito aos silêncios de Satie — coisa que os melhores pianistas, postados aqui por Clara Schumann sabem perfeitamente. Há que fazer silêncios entre as repetições. Muitos intérpretes tentam dar à Satie uma fluência que meus ouvidos sentem e me contam que não era desejada por ele.

    P.S.- Por que entra uma Appassionata – pois é a Appassionata aquilo, não? — duas vezes em meio à Ars Nova????

    Grande post, totó.

  4. Olá pessoal, sou novo aqui e quero dizer que este blog eh sensacional. Conheci Satie aqui e achei muito bom, pena que nao existe mais discos dele por aqui. Gostaria de saber onde consigo mais cds dele.
    Obrigado gente.

  5. A furniture music é a música-mobília, é pra servir para preencher o ambiente, como se fosse uma peça de mobília. É a verdadeira invenção da música “ambient”, da música ambiente para consultórios e elevadores. É só uma das inúmeras incríveis invenções do meu herói Erik Satie.
    Para quem busca mais dele, siga estes links:
    http://www.bojangorisek.com/disco11.php
    http://www.novasociedade.com.br/cordelia/cordelia.html
    são duas séries “complete piano works”. tenho estas duas jóias na minha CDteca. a primeira tem 10 CDs e vai além do piano, incluindo canções e outros trecos. a segunda foi feita por uma brasileira, tem 5 CDs e é uma interpretação também excelente.

    Kal-Off

  6. me interessei em ouvir d’edriophtalma ou embryons desséchés ii. d’edriophtalma de erik satie, li que foi executada na semana de arte moderna, mas não consegui encontrar, pode me indicar ou eventualmente postar? obrigado

Deixe uma resposta