Franz Schubert (1797-1828) – Os Trios Completos

Esta é uma gravação absolutamente notável do Trio Wanderer, um grupo de três jovens franceses que estão repetindo a competência e o sucesso dos veteranos do Beaux Arts. Outro destaque extraordinário é a qualidade do som do CD áudio original. Pelos intérpretes e pela qualidade da música, vale o investimento.

Além de gênio absoluto, poucos compositores deixam os musicólogos mais felizes. Sua obra é a maior confusão. Schubert deixou uma montanha de manuscritos incompletos por razões ignoradas. Começava trabalhos e deixava-os pela metade; finalizava trabalhos e não apresentava em publicava. Por exemplo, a Sinfonia Nº 8 é a Inacabada, mas a Nº 9 está completa. Nestes belíssimos trios, há o detalhe de Schubert ter escrito primeiro o Nº 2 e depois o Nº 1; além disto, há dois movimentos avulsos que fariam parte de futuros trios nunca compostos. Um deles, o Noturno que está no primeiro CD, é música de primeiríssima linha que devia estar esperando companhia musical adequada…

A interpretação do Wanderer é antológica, com destaque para o famoso Andante con Moto do Trio Nº 2.

A não perder!

1. Trio Nº 1, D898 En Si Bémol Majeur : Allegro Moderato
2. Trio N°1, D898 En Si Bémol Majeur : Andante Un Poco Mosso
3. Trio N°1, D898 En Si Bémol Majeur : Scherzo
4. Trio N°1, D898 En Si Bémol Majeur : Rondo
5. Nocturne En Mi Bémol Majeur, D897

BAIXE AQUI

CD 2:
1. Trio N°2, D929 En Mi Bémol Majeur : Allegro
2. Trio N°2, D929 En Mi Bémol Majeur : Andante Con Moto
3. Trio N°2, D929 En Mi Bémol Majeur : Scherzando
4. Trio N°2, D929 En Mi Bémol Majeur : Allegro Moderato
5. Sonatensatz En Si Bémol Majeur, D28

BAIXE AQUI

Trio Wanderer

5 comments / Add your comment below

  1. Caríssimo PQP, Você se antecipou dessa vez, pois uma de minhas próximas contribuições seriam estes mesmos trios, mas na interpretração do Beaux Arts. Um sopro de vitalidade e de sangue jovem sempre é bem vindo. Não conheço essa gravação, mas deve ser imperdível… vou ouvi-la com atenção. Abraços, FDPBach.

  2. PQP Bach,Enganei-me…para o Trio D.898,a versão mto boa é de Pennetier, Pasquier e Pidoux…Para o “andante con moto” do trio )op.929 é q é o stuttgard trio!Queira desculpar-me!Abraço!

  3. Caro PQP,
    coisa engraçada… eu sempre tive um inexplicável pequeno preconceito com a música de Schubert e, na verdade, nunca dei muita atenção pra maioria das peças que já ouvi dele (exceção feita a algumas sinfonias e ao Erlkonig), mas essa semana ouvi comentários tão fervorosos e apaixonados sobre esses trios que decidi ouvir, vamos ver no que é que dá. Muito Obrigado pela postagem!

Deixe uma resposta